MotoGP – Novas regras anunciadas com efeito imediato

Mundial de Velocidade adota novas regras desportivas e técnicas depois de uma reunião realizada no Red Bull Ring. Fique a saber o que a Comissão de Grandes Prémios preparou para as três categorias MotoGP, Moto2, e Moto3.

andardemoto.pt @ 13-8-2019 12:12:30

Apesar de nos últimos tempos termos assistido a um Mundial de Velocidade onde as regras têm sido mais consensuais e bastante mais estáveis, a proporcionar um melhor espetáculo para os fãs e uma competição mais “clara” para as equipas e pilotos, a verdade é que há sempre espaço para algumas melhorias ou retoques nos regulamentos.

E foi precisamente no sentido de melhorar a competição que a Comissão de Grandes Prémios, composta por representantes da Dorna, das equipas, e dos fabricantes, se reuniram no passado dia 9 de agosto para discutir e aprovar alterações às regras. Na reunião marcou ainda presença o português Jorge Viegas, presidente da Federação Internacional de Motociclismo.

Desta reunião na Áustria, saíram as seguintes alterações às regras.


A nível desportivo, sempre que seja mostrada bandeira preta com disco laranja a um piloto, esse piloto terá de sair de pista e só poderá regressar quando os comissários lhe derem autorização. Esta bandeira é mostrada aos pilotos quando há um problema visível na moto. Esta regra tem efeito imediato.

Ainda a nível desportivo, mas só com efeito a partir da temporada 2020, os pilotos que façam uma falsa partida terão de cumprir, obrigatoriamente, duas “voltas longas” de penalização. A atual regra de penalização das falsas partidas permite que a Direção de Prova escolha entre uma passagem pelo “pit lane” ou a “volta longa”. A partir da próxima temporada a única penalização para falsas partidas passa a ser do piloto ter de cumprir duas “voltas longas”.

O piloto terá de cumprir essa penalização até um máximo de cinco voltas após receber a indicação de que foi penalizado por falsa partida.


Mas não foram apenas as regras desportivas que sofreram alterações. A Comissão de Grandes Prémios anunciou também novidades a nível técnico.

A primeira novidade é a possibilidade dos pilotos das categorias Moto2 e Moto3 poderem usar um pneu extra. Os pilotos destas duas categorias que consigam passar à Qualificação 2 vindos da Qualificação 1 terão direito a um pneu frontal extra. Será já a partir do próximo Grande Prémio, em Inglaterra, que os pilotos das Moto2 e Moto3 podem beneficiar desta nova regra.

A segunda novidade técnica respeita aos deslizadores utilizados nos fatos dos pilotos.

De acordo com a Comissão de Grandes Prémios, foi detetado que há pilotos que usam deslizadores com inserções metálicas. Em contacto com o asfalto do circuito, estes deslizadores provocam faíscas que comprovadamente causam problemas aos pilotos que seguem atrás.

Assim, a partir de agora, os deslizadores dos fatos, normalmente localizados nos joelhos e nos cotovelos, dos pilotos das categorias MotoGP, Moto2 e Moto3, não podem ser fabricados ou alterados para conter metais ou outros materiais que provoquem faíscas.

andardemoto.pt @ 13-8-2019 12:12:30