Norton Motorcycles em dificuldades

A mítica marca britânica viu a produção suspensa e está envolvida em problemas criados pela gestão de Stuart Garner que agora é acusado de fraude.

andardemoto.pt @ 17-2-2020 16:27:29

O cenário em Donington Hall, em Leicestershire, onde a Norton renasceu nos idos de Março de 2013 e manteve até agora a sua sede, não é o mais encorajador. Segundo relatos diversos os portões da fábrica foram fechados e barricados, e os cerca de 100 trabalhadores, apesar de não terem sido oficialmente despedidos, foram dispensados de se apresentarem ao serviço, pelo menos enquanto a financeira BDO decide qual vai ser o futuro da empresa.

Efectivamente, em Maio de 2019, Stuart Garner, o homem responsável pelo renascimento da mítica marca britânica, tinha dito que a empresa estava a funcionar bem, e anunciava planos para abertura de uma nova fábrica. Foi por isso com surpresa que, em Janeiro de 2020, o mundo recebeu as declarações do mesmo relativamente a uma dívida de impostos no valor de 300.000 libras, que estava a pôr em risco o futuro da empresa.


É que Garner já tinha anteriormente conseguido um investimento de 4,29 milhões de libras (aproximadamente 6 milhões de euros) por parte do governo britânico para dar início à produção de um motor V4 de 1200cc.

Em paralelo, correm rumores sobre um encaixe financeiro de mais 14 milhões de libras, conseguidos por Garner em 2012 à custa de um fundo de pensões alternativo, alienado por um período de 5 anos, e cujos beneficiários já começaram a apresentar reclamações por não terem conseguido resgatar o seu investimento.

O volume de informação e especulação dos últimos dias começa a ser galopante e deixa antever que, caso a financeira não encontre rapidamente uma solução, o futuro das Norton e dos seus trabalhadores não se mostra nada risonho. 

Lee Causer,um dos associados da BDO, comentou: “Como co-administradores, estamos a envidar todos os esforços para garantir que os interesses, tanto dos clientes, como dos trabalhadores e dos fornecedores sejam devidamente salvaguardados. O nosso trabalho, neste momento, é determinar qual a melhor estratégia para, da forma mais rápida e eficaz, proteger os interesses dos credores, minimizando as consequências para todas as partes interessadas”.

andardemoto.pt @ 17-2-2020 16:27:29


Clique aqui para ver mais sobre: MotoNews