SBK, 2022, Most - Razgatlioğlu em 2ª vitória titânica

Mais uma para o Turco campeão

Os três primeiros classificados do Campeonato lutaram pela Corrida 2 de SBK ao longo das 22 voltas, mas foi o Campeão reinante que reclamou a sua segunda vitória em Most, à frente de Bautista e Rea  

andardemoto.pt @ 31-7-2022 16:09:26 - Paulo Araújo

Razgatlioğlu conseguiu fazer o salto para a Curva 1 no início da corrida, mas esteve sempre sob pressão tanto de Álvaro Bautista (Ducati Aruba) como de Jonathan Rea (Kawasaki Racing).

Na Volta 7, Rea fez uma manobra na Curva 1 a Razgatlioğlu para passar para a liderança da corrida, mas Razgatlioğlu voltou na mesma curva uma volta mais tarde.

Na Volta 11, Bautista tentou passar tanto Razgatlioğlu como Rea na Curva 1, e

duas voltas mais tarde, Bautista utilizou a sua velocidade em linha reta para passar Rea na Curva 1.

Depois, Razgatlioğlu fez a sua jogada a Rea na Volta 15 na Curva 1 para o segundo lugar. Pouco tempo depois, estava na retaguarda de Bautista e, na volta 16, foi para a liderança na Curva 20.


A partir daí, Razgatlioğlu teve de se defender na Curva 1 em algumas ocasiões, mas foi capaz de conseguir a sua 24ª vitória nas SBK e a sexta da temporada.

Bautista chegou em segundo lugar para ocupar o seu 16º pódio da época e o 43º da sua carreira, que foi também o 160º de Espanha nas SBK.

Rea tem agora 230 pódios em seu nome.

Scott Redding (BMW Motorrad) terminou em quarto lugar após uma batalha emocionante com Axel Bassani (Motocorsa Racing) nos dois terços iniciais da corrida.

Bassani fez uma partida impressionante para lutar imediatamente pelos lugares do pódio, mas caiu de novo para o quarto lugar, antes de sair largo na volta 5, o que permitiu a passagem de Redding.


Bassani foi capaz de responder, mas Redding passou de novo na Curva 1 na Volta 10 para rebaixar o italiano para quinto; Bassani já reivindicou três cinco lugares no Autodrom Most.

Andrea Locatelli (Yamaha Pata com Brixx) reclamou o sexto lugar após ter tirado partido da questão técnica tardia de Garrett Gerloff (GYTR Yamaha GRT SBK Team), depois de o americano o ter ultrapassado no início da corrida.

Xavi Vierge (Team HRC) acabou em 7º, o seu melhor resultado desde que terminou em quarto lugar na Tissot Superpole em Misano, enquanto Philipp Oettl (Team Goeleven) terminou em oitavo lugar.

Lucas Mahias (Kawasaki Puccetti Racing) teve o melhor final da temporada 2022 com a sua segunda participação no top ten, enquanto o piloto samarinense Luca Bernardi (BARNI Spark Racing Team) completou o top ten.


O piloto italiano Roberto Tamburni (Yamaha Motoxracing) igualou o seu melhor resultado da época com 11º lugar, à frente da Hafizh Syahrin da Malásia (MIE Racing Honda Team).

Syahrin reivindicou o melhor resultado da sua carreira SBK com 12º lugar e foi uma corrida com dupla pontuação para a MIE Racing Honda Team com Leandro Mercado em 15º.

Kohta Nozane (GYTR Yamaha GRT) e Peter Hickman (BMW Motorrad) separaram os dois companheiros da MIE Honda em 13º e 14º lugar.

O piloto checo Oliver Konig (Orelac Racing VerdNatura) recuperou de uma queda da Superpole para terminar em 16º lugar à frente dos seus fãs em casa, igualando o seu melhor resultado em SBK, com Ryan Vickers (TPR Team Pedercini Racing) em 17º e Gerloff em 18º depois da sua falha técnica.

Antes da Corrida 2, Alex Lowes (Kawasaki Racing) e Eugene Laverty (Bonovo Action BMW) foram ambos declarados inaptos devido a doença e lesão, respetivamente.

O wildcard Michal Prasel (Rohac & Fejta Motoracing) não iniciou a corrida. No início da Volta 4, Michael Ruben Rinaldi (11, Ducati Aruba) caiu ao tentar passar  Rea para o terceiro lugar na Curva 1.

Loris Baz (Bonovo Action BMW) retirou-se da corrida após uma queda na Volta 5 na Curva 20.

Iker Lecuona (Team HRC) teve um problema técnico a duas voltas do fim com o estreante espanhol a retirar-se da corrida, terminando a sua série de lugares nos dez primeiros em 17 corridas.


andardemoto.pt @ 31-7-2022 16:09:26 - Paulo Araújo


Clique aqui para ver mais sobre: Esportes