MotoGP, 2022, Silverstone - Aleix Espargaró perto do recorde no TL3

Aprilia e Ducati dominaram, Oliveira acabou 14º

Aleix Espargaró falhou por pouco um novo recorde de volta de Silverstone em MotoGP depois de superar o TL3 à frente de Jorge Martin e Jack Miller  

andardemoto.pt @ 6-8-2022 11:14:47 - Paulo Araújo

Francesco Bagnaia liderou um trio de Ducati que precisavam de encontrar melhorias para garantir um lugar automático no Q2.

Não havia tais preocupações para os rivais do título de Bagnaia Fabio Quartararo e Aleix Espargaró, uma vez que ambos os pilotos estavam dentro dos cinco primeiros ao iniciar o TL3.

Como foi o caso no TL2, Espargaró começou a sessão atrás do companheiro de equipa Maverick Viñales, que voltou a estar em forma brilhante depois de garantir o seu primeiro pódio com a Aprilia em Assen.

Embora os tempos de volta combinados tenham permanecido inalterados, o início do TL3 foi bom para a Ducati, já que Johann Zarco liderou um 1-2-3 à frente de Jack Miller e Bagnaia.


Mostrando bom ritmo a bordo da KTM Red Bull, Miguel Oliveira foi o primeiro piloto a melhorar significativamente ao saltar para o sexto lugar.

Liderando Miller por quase quatro décimos, a liderança de Zarco foi então reduzida por Viñales, com o piloto Aprilia a dividir as duas Ducati.

Quartararo atacou o loop de volta longa de novo e estava constantemente a perder menos de um segundo nas suas últimas tentativas.

Tal como no TL1 e TL2, Rins estava novamente a mostrar ritmo de pódio tal como Viñales.

Contudo, com mais de 20 minutos ainda por correr, o foco mudou para os ataques ao tempo, e Brad Binder, dos primeiros a mudar para pneus macios,

melhorou de 21 para 14, mas à frente a ação começou a aquecer, à medida que a Aprilia fazia a sua jogada.

Espargaró afastou-se dois décimos do tempo do TL2 de Quartararo antes de Viñales atordoar o seu companheiro de equipa com um tempo de 1:58.599s.


Dominante, a Aprilia estava a revelar-se difícil de vencer, uma vez que Espargaró baixou ainda mais o tempo de referência.

Um esforço sensacional do espanhol viu-o a marcar um tempo de 1:58.254s, no entanto, Miller conseguiu chegar a um décimo de Espargaró durante o seu primeiro ataque no TL3.

Colocando três pilotos num décimo de segundo, Zarco chegou com a Pramac Ducati a 3º. O que a enxurrada de voltas rápidas fez foi empurrar Rins até décimo e à beira de perder um Q2 automático.

A precisar de uma volta melhor, Bagnaia, que estava em nono lugar, sentiu-se impedido por Espargaró, o que levou o piloto da Ducati a gesticular para o homem da Aprilia.

Achando não ter feito nada de errado, Espargaró respondeu com os seus próprios gestos enquanto Bagnaia se preparava para preparar uma nova volta.

Bagnaia acabou por subir na ordem para 7º, com Oliveira já fora do Top 10 em 14º, mas era Zarco quem encontrava o maior ritmo.

Porém, a caminho de um potencial novo recorde de volta e a primeira volta de 1:57s em Silverstone, o piloto francês despistou-se no sector três.

andardemoto.pt @ 6-8-2022 11:14:47 - Paulo Araújo


Clique aqui para ver mais sobre: Esportes