Kawasaki estuda tecnologia híbrida para as motos

A casa de Akashi estará a estudar a possibilidade de aplicar parte do projeto EV Endeavor numa moto híbrida. As patentes da Kawasaki foram descobertas e revelam ideias bastante interessantes.

andardemoto.pt @ 20-10-2020 11:57:15

Enquanto a maioria dos grandes fabricantes de motos está agora a descobrir as possibilidades e capacidades das motos elétricas, e parece que o futuro das duas rodas está mesmo virado para essa tecnologia, alguns fabricantes como a Kawasaki têm vindo a estudar outras possibilidades.

Embora tenha dedicado cerca de três anos ao projeto EV Endeavor (inicialmente EV Project), uma moto elétrica apresentada de surpresa no passado Salão de Milão EICMA 2019, e da qual já vimos vários vídeos desta desportiva zero emissões em sessões de teste em circuito, a Kawasaki, de forma algo surpreendente, parece ter abandonado o projeto 100% elétrico.

Uma decisão estranha tendo em conta que a indústria das duas rodas estará a virar as suas atenções para este tipo de motos.

Porém, o agora abandonado projeto EV Endeavor não estará completamente esquecido, e parte das ideias exploradas pela Kawasaki serão usadas noutro projeto que unirá o motor a combustão com o motor elétrico.



As propostas hibridas ao nível da motorização são já bastante comuns no mundo automóvel. Porém, nas motos, esta é uma opção que estará colocada quase de parte e não há conhecimento de projetos de fabrico de motos híbridas em grande escala.

No entanto a Kawasaki está apostada em criar um novo caminho. De certa forma replicar o que fez quando em 2015 apresentou as Ninja H2 e H2R, com o seu motor sobrealimentado por compressor volumétrico, uma tecnologia que deu bons resultados e cresceu para outros segmentos, dando à Kawasaki uma posição de destaque.

Agora, e de acordo com um conjunto de patentes divulgadas pelo website britânico Bennetts, a casa de Akashi pretende aproveitar parte das ideias aplicadas à EV Endeavor e encontrar forma dos motociclistas beneficiarem da automonomia e maior liberdade dos motores a combustão, mas ao mesmo tempo também beneficiarem das vantagens dos motores elétricos.

Nos esquemas das patentes agora publicadas, a Kawasaki apresenta uma moto do tipo “sport-touring”. No seu interior escondem-se dois motores: um a combustão e outro elétrico. Ambos estão ligados à transmissão da moto, o que permite que ambos, ou um à vez, passe para a roda traseira a força necessária para movimentar esta moto híbrida.



Ainda de acordo com a patente, esta Kawasaki híbrida oferece quatro modos de condução que combinam os dois motores ou permitem conduzir usando apenas um deles, existindo inclusivamente um modo que permite que o motor a combustão continue a trabalhar servindo apenas para gerar energia que é depois armazenada nas baterias e, por fim, usada pelo motor elétrico.

Uma das grandes vantagens deste sistema híbrido será disponibilizar ao condutor a possibilidade de usufruir de uma potência adicional, cortesia do motor elétrico, em determinados momentos da condução.

Para aceder a esse “boost” de potência e binário o condutor terá no punho direito um novo conjunto de botões e joystick, também incluídos nesta patente, através dos quais não só será selecionado o modo de condução a usar, como também o botão inferior permite que quando seja pressionado a potência extra seja então disponibilizada. Uma característica interessante, por exemplo, numa ultrapassagem.


Outra característica interessante deste punho direito é o comutador rodar em conjunto com o acelerador. A Kawasaki acredita que desta forma o condutor ficará sempre com os botões à distância do seu polegar, e assim acede a todo o momento à potência adicional proporcionada pelo sistema híbrido.

Como habitualmente, este tipo de patentes não significa que a Kawasaki apresente uma moto de produção híbrida. No entanto é de destacar o facto da casa de Akashi estar ativamente a tentar proteger as suas tecnologias e projetos. Quem sabe se até final de 2020 não seremos surpreendidos com uma concept radical baseada nesta tecnologia.

andardemoto.pt @ 20-10-2020 11:57:15


Clique aqui para ver mais sobre: MotoNews