MotoGP – Jorge Lorenzo testa a Yamaha YZR-M1 em Portimão!

Piloto espanhol vai regressar ao ativo numa jornada de testes que a Yamaha vai realizar no Autódromo Internacional do Algarve. Fabricante japonês muda de estratégia e quer Jorge Lorenzo em pista para preparar o Grande Prémio de Portugal.

andardemoto.pt @ 16-9-2020 22:04:04

A Yamaha tem sido a marca que mais problemas tem sentido ao longo da temporada 2020 de MotoGP. Os motores quatro cilindros em linha do protótipo YZR-M1 têm sofrido inúmeros problemas técnicos. A situação é tão grave ao ponto de todos os quatro pilotos Yamaha já terem usado os cinco motores que têm cada um à disposição para esta temporada. Alguns dos motores estão mesmo fora de utilização já.

Nesse sentido, o departamento de competição que a Yamaha tem no Japão tem desenvolvido estudos intensos sobre qual ou quais as causas para os problemas técnicos. Porém, é opinião geral no paddock de MotoGP que criar e desenvolver um programa de testes seria benéfico para evitar este tipo de problemas.

Ainda assim, a Yamaha Racing tem desaproveitado, se assim podemos dizer, a mais-valia que é ter um ex-campeão como Jorge Lorenzo pronto para pilotar e desenvolver a Yamaha YZR-M1.



O espanhol que esta temporada assumiu o papel de piloto oficial de testes da Yamaha em MotoGP, há já oito meses que não se senta aos comandos do protótipo japonês. De facto, nem quando as equipas de MotoGP estiveram em Misano a testar durante o mês de junho, nem nesse momento Jorge Lorenzo esteve em pista.

E isso tem deixado o paddock mas principalmente os pilotos Yamaha surpreendidos.

A situação é de tal forma estranha que durante a conferência de imprensa antes do GP de São Marino, jornalistas questionaram os pilotos Yamaha sobre o que se passa para Lorenzo estar tão ausente.

Valentino Rossi e Fabio Quartararo responderam que não sabem as razões por detrás da decisão da Yamaha não testar com Jorge Lorenzo. Aliás, o piloto francês foi até mais longe e admitiu que, tendo em conta o novo asfalto de Misano, teria sido importante ter a ajuda de Jorge Lorenzo se ele tivesse testado em junho com a YZR-M1, encontrando afinações base para os pilotos usarem no recente Grande Prémio, onde por acaso as Yamaha estiveram em bom plano, com Franco Morbidelli a alcançar inclusivamente a vitória.



O responsável desportivo da equipa Monster Energya Yamaha, Massimo Meregalli, explicou que “O motivo pelo qual não estivemos no teste com o nosso piloto de testes (Lorenzo) é por causa do Covid-19, que cancelou todo o nosso programa de testes na Europa. Os japoneses decidiram fazer todos os testes no Japão, mas agora as coisas alteraram-se e vamos abrir uma exceção”.

E qual será essa exceção que Meregalli fala?

Precisamente o regresso de Jorge Lorenzo ao seu papel de piloto de testes da Yamaha em MotoGP, um regresso que está previsto acontecer a 7 e 8 de outubro, no circuito português Autódromo Internacional do Algarve!

Não é necessário muito esforço para perceber que a Yamaha e o seu departamento de competição pretende armazenar muita informação sobre um circuito que é totalmente novo para os pilotos e equipas de MotoGP, e onde ainda não rodou nenhum protótipo desta categoria.

Serão por isso dois dias de teste extremamente relevantes para a Yamaha, pouco mais de um mês antes da realização do Grande Prémio de Portugal no circuito perto de Portimão. Jorge Lorenzo, apesar de estar há muito ausente do programa de MotoGP da Yamaha, poderá ter um papel vital na preparação de uma corrida, a última da temporada, que se olharmos à incerteza nos resultados e vencedores desta temporada, pode ser a corrida que decide o título de pilotos, de construtor e também de equipas.

andardemoto.pt @ 16-9-2020 22:04:04


Clique aqui para ver mais sobre: MotoGP