MotoGP Doha – O “rookie” Jorge Martin arranca da “pole” e Miguel Oliveira de 12º

O jovem piloto espanhol da Pramac Ducati consegue a sua primeira “pole position” na categoria MotoGP. Jorge Martin foi o melhor numa qualificação para o Grande Prémio de Doha em que o português Miguel Oliveira passou à Q2 e garante o 12º lugar na grelha de partida.

andardemoto.pt @ 3-4-2021 19:00:37

A segunda qualificação do ano para a categoria MotoGP, a contar para o Grande Prémio de Doha, no circuito de Losail, deu aos fãs uma enorme surpresa! Tudo porque a dupla da Pramac Ducati garantiu os dois primeiros lugares da grelha de partida, sendo que o grande destaque vai inteiramente para o “rookie” Jorge Martin que arranca da “pole position”.

Martin, que, recordamos, já tinha brilhado no arranque do Grande Prémio do Qatar ao subir de 14º na grelha de partida para 4º (viria a terminar a corrida de estreia em MotoGP na 15ª posição), voltou a brilhar no asfalto de Losail.

Sob as luzes do circuito, muito fustigado pelo vento que trouxe consigo muita areia e por temperaturas bastante mais baixas, Jorge Martin levou o seu esforço até final, e numa última volta assegurou mesmo a sua primeira “pole position” em MotoGP, batendo o seu companheiro de equipa Johann Zarco por pouco mais de uma décima.

Uma qualificação de sonho para o jovem piloto espanhol, que embora muito feliz com este resultado se revela consciente de que “Neste momento não penso que tenha ritmo para vencer, mas penso que consigo ficar entre os cinco primeiros”.



Mas também um momento muito positivo para a Pramac Ducati, que assume posição de destaque, numa noite em que Jack Miller e Francesco Bagnaia deixam a Ducati Lenovo Team em 4º e 6º na grelha de partida.

A fechar a primeira fila da grelha de partida encontra-se Maverick Viñales (Monster Energy Yamaha), com o espanhol a queixar-se bastante do vento na chegada ao parque fechado de Losail.

Quanto a Miguel Oliveira (Red Bull KTM Factory), o piloto luso conseguiu pela primeira vez em 2021 alcançar a Qualificação 2. Já se sabe que Losail não é um circuito que permita à KTM RC16 mostrar todo o seu potencial, mas o português soube ultrapassar as dificuldades, assumidas também pelo próprio, e fez o segundo melhor tempo da Qualificação 1, apenas batido pelo campeão Joan Mir (Suzuki Ecstar).



Já com a certeza de um melhor lugar no arranque para o GP de Doha em comparação com a corrida de há uma semana, Miguel Oliveira demorou bastante tempo nas boxes. Enquanto todos os outros 11 pilotos estavam a registar tempos numa primeira saída para a pista, Miguel Oliveira permaneceu na box da Red Bull KTM Factory.

Só quando os restantes pilotos regressaram à pista já nos minutos finais, para cumprirem as suas derradeiras tentativas, também Miguel Oliveira voltou a enfrentar o cronómetro com a sua KTM RC16 equipada com pneus macios na procura do melhor tempo.

Infelizmente, e apesar de todos os esforços feitos nesta Qualificação 2, parece que a moto austríaca não se dá mesmo nada bem com o circuito de Losail, e Miguel Oliveira, apesar de duas boas tentativas, terminou esta qualificação de MotoGP com o 12º melhor tempo, o que lhe dará uma posição de arranque para o Grande Prémio de Doha bastante melhor do que há uma semana.

Clique aqui para saber a que horas são as corridas do Grande Prémio de Doha das três categorias do Mundial de Velocidade.

andardemoto.pt @ 3-4-2021 19:00:37


Clique aqui para ver mais sobre: MotoGP