MotoGP 2021 GP São Marino – Dobradinha Ducati com Bagnaia a fazer recorde e “pole”

Na qualificação de MotoGP para o Grande Prémio de São Marino as duas Ducati Lenovo Team ocuparam os dois primeiros lugares. Francesco Bagnaia em grande forma faz novo recorde absoluto e “pole position”. Miguel Oliveira arranca da 21ª posição na grelha de partida.

andardemoto.pt @ 18-9-2021 15:26:37

No Misano World Circuit Marco Simoncelli quem manda é a Ducati Lenovo Team! A dupla de pilotos da equipa de fábrica da Ducati conseguiu um excelente resultado na qualificação de MotoGP para o Grande Prémio de São Marino, e Francesco Bagnaia, depois da sua primeira vitória na categoria rainha, apresenta-se em Misano como o principal candidato à vitória.

Com a chuva a dar tréguas depois do dilúvio de sexta-feira, realizaram-se hoje as sessões 3 e 4 de treinos livres e ainda as duas sessões de qualificação com o piso totalmente seco.

Para as aspirações do Miguel Oliveira (Red Bull KTM Factory), a terceira sessão de treinos livres era a derradeira oportunidade de conseguir uma passagem direta à decisiva Q2. Depois de um primeiro dia onde se afundou na classificação em piso seco, e brilhou quando choveu, o piloto português voltou a mostrar muitas dificuldades ao longo deste dia de sábado.

Falhou a passagem direta à Q2, e foi então obrigado a enfrentar a primeira qualificação. Na primeira vez que saiu para a pista nesta Q1, Miguel Oliveira foi o 10º melhor, mas acabou por descer uma posição até ao final da qualificação e assim vai partir da 21ª posição na grelha de partida.



Desta Qualificação 1 passaram à seguinte Enea Bastianini (Avintia Esponsorama) e ainda Marc Márquez (Repsol Honda). De referir que os problemas de Miguel Oliveira não são exclusivos do piloto português. De facto, todas as motos da KTM ficaram fora da Q2, o que revela que a marca austríaca está num mau momento de forma.

Já na Q2, e com muitos pilotos a caírem e causarem bandeiras amarelas que impediram outros pilotos de completar as suas melhores voltas – por exemplo, Joan Mir (Ecstar Suzuki) foi um deles após Quartararo cair à sua frente e ficar sem tempo para mais uma volta rápida –, foi Francesco Bagnaia a dar à Ducati Lenovo Team mais uma “pole position”.



O jovem italiano, que conhece bem o traçado de Misano por aí treinar com a VR46 Academy, fez uso da rapidez da sua Ducati Desmosedici GP21 para registar a melhor volta de sempre ao circuito Misano World Circuit Marco Simoncelli. Bateu o anterior recorde de Maverick Viñales, que nesta segunda corrida com a Aprilia Gresini está em grande forma, com Bagnaia a rodar em 1m31.065s, deixando então Jack Miller na segunda posição.

O líder do campeonato Fabio Quartararo (Monster Energy Yamaha) revela estar confiante com o seu ritmo de corrida, terminou a qualificação em 3º, mas não evitou uma queda já no último minuto da sessão, o que impediu o francês de tentar a “pole position” numa derradeira volta rápida.

andardemoto.pt @ 18-9-2021 15:26:37


Clique aqui para ver mais sobre: MotoGP