Ana Amorim Dias

Ana Amorim Dias

Escritora, advogada, empresária e motociclista

OPINIÃO

“OBRIGADA”; basta isto.

A minha irmã acabou de colocar as compras no saco e, enquanto recebia o troco, olhou a funcionária da caixa nos olhos e ouviu-se a dizer-lhe: “Obrigada por estar aqui... obrigada!”
A rapariga sorriu-lhe. Um sorriso discreto mas tão carregado de tantas coisas diferentes...

andardemoto.pt @ 28-3-2020 18:25:55 - Ana Amorim Dias

Esta corrente é que todos devíamos espalhar, fazer correr, incutir a todos.

Esta corrente é que, apesar de não nos manter a salvo do vírus, nos vacinará contra a distância que todos mantínhamos quando ainda podíamos estar tão perto uns dos outros.

Muitos de nós podemos estar a cumprir o nosso dever humano e cívico ficando em casa.
Mas ainda há tantos (e continuará a haver) que, querendo trabalhar desde casa, não podem.

Não são só os médicos e enfermeiros, os agentes de segurança, os farmacêuticos, os funcionários de supermercados. São todos os que têm mesmo (e terão mesmo) que continuar ali, expostos ao perigo para que possamos continuar a ter algo semelhante a uma vida normal.


JÁ NÃO BASTA AGRADECER COM PALMAS À JANELA...

Sim!
Devemos-lhes muito!
Por isso vamos tratar de agradecer!
Olhos nos olhos!
Com as palavras que nos saírem!
Vamos agradecer a todos.
O mais longe possível, sem lhes respirar para cima, sem tocar a não ser na alma!
Ao motorista do autocarro, ao repositor de bens nas prateleiras do supermercado, ao senhor da farmácia e à senhora da padaria. A todos os que continuam ali para nós.

Evitemos ao máximo sair mas, quando o fizermos, que agradeçamos devidamente a quem nos assegura tanto!

Isso não fará, claro, com que a pandemia se extinga, mas dar-nos-á a força de que todos precisamos para atravessar estes tempos.

Obrigada por aderirem e partilharem o mais possível!!


Outros artigos de Ana Amorim Dias:

andardemoto.pt @ 28-3-2020 18:25:55 - Ana Amorim Dias


Clique aqui para ver mais sobre: Opiniões