Paulo Araújo

Paulo Araújo

Motociclista, jornalista e comentador desportivo

OPINIÃO

As tribos motard

Durante anos, uma moto tinha, em essência, duas rodas, um guiador, um selim e um depósito de gasolina, ou seja, ainda por se dividirem em segmentos eram todas “naked” à partida. Quando as tribos motard começaram a surgir, uns optaram por as equipar com malas, para facilitar as viagens, outros com peças especiais como escapes e travões para melhorar o desempenho e outro ainda com equipamento mais prático, para transportar compras ou equipamento.

andardemoto.pt @ 22-12-2023 12:08:23 - Paulo Araújo

Atrás vieram as modas e todo um estilo de vida associado a cada segmento. Durante anos, esse mercado era fornecido por numerosas pequenas marcas de acessórios, até os próprios fabricantes perceberem que estavam a perder uma oportunidade de, por um lado, se diferenciarem, e por outro, criarem mais–valias para a sua gama.

Assim, surgiram segmentos como as Tourers, equipadas de origem com malas e proteção aerodinâmica, as Custom, com guiadores mais altos e uma posição de condução relaxada, as desportivas, bebendo da cultura café racer com avanços mais baixos, selins minimalistas e travões e suspensões melhoradas, e até as scooters, para quem a leveza, capacidade de bagagem e acesso fácil à moto eram mais importantes que grandes cavalagens ou velocidades de ponta.

Os segmentos diferenciaram-se e especializaram-se de tal maneira que foi preciso voltar a criar um segmento “naked” para motos “normais”.

Houve marcas que se especializaram num ou outro segmento, por exemplo quando pensamos em Custom, pensamos imediatamente numa Harley-Davidson, e quando dizemos Piaggio, numa scooter.

As grandes marcas, claro, alargaram a sua presença no mercado oferecendo propostas em todos os segmentos, mas até estas ficaram mais conotadas com um segmento ou outro… Pensem Yamaha, e é mais natural que lhes venha à mente uma R1 azul escura cheia de eletrónica que uma Virago minimalista, pensem Ducati e uma Panigale vermelha vem mais facilmente à mente que um Cucciolo…

Como estas coisas são sempre cíclicas, e com muitos utentes a verem o lado prático da moto como transporte casa-trabalho diário, agora temos um bocado, com as chinesas, um retorno aos básicos, às nakeds, que entretanto beneficiaram também dos recentes avanços da tecnologia.

Uma “naked” básica de hoje tem melhores travões que uma desportiva dos anos 70 do século passado, melhores suspensões que uma MX do mesmo período e fiabilidade e economia com que essas podiam apenas sonhar… É só escolher e raramente seremos desiludidos!

Então, se as motos de hoje gastam e poluem menos, são mais baratas, duram mais e ocupam menos espaço, perguntamos nós, porque é que nestas discussões de mobilidade, ecologia e pegada de carbono a moto raramente aparece à frente da discussão? Dá que pensar!

andardemoto.pt @ 22-12-2023 12:08:23 - Paulo Araújo

Outros artigos de Paulo Araújo:

Quando o cliente é o menos importante

A questão da Honda Repsol

Novos horizontes

A MotoGP em 2023: Mais eletrónica, mais técnica, mais difícil

Decidir sem pensar

As (minhas) motos ao longo dos anos

A hora da Ducati

Aonde vai isto parar?

Oliveira e os descrentes

Época tola na MotoGP: Tudo muda em 2022

A evolução da espécie

E as Superbike ?

A esbater as fronteiras

Miguel Oliveira - De herói a vilão

Os que ficaram em 2021

MotoGP, Testes pré-época em Valencia

O Campeão tranquilo

Milão mostra as tendências globais

Superbike - Rea é o culpado da crise?

Marquez, 7 vezes Campeão - De outro mundo

Leon Haslam vence Britânico de Superbike - Meio século de glória para o clã Haslam

Por dentro dos Grand Prix Legends...

Das duas para as quatro rodas

Frank Sinatra e Eddie Lawson: a teoria do afastamento precoce

Departamento de truques sujos

Curiosidades - As marcas e os nomes

Mundial de Superbike chega a Portimão ao rubro – previsão

MotoGP 2018 - Decisão histórica

O preço de economizar

As motos e os miúdos

Porquê raspar o joelho?

Recordes em pista - A tender para zero?

Bons velhos tempos nas Superbike

A Honda RC30 tem 30 anos

A alegria do faça-você-mesmo

Superbike- Irá a nova BMW fazer diferença?

Mundial Superbike 2018 – Uma época à procura de maior equilíbrio

Moto GP- Qual é o problema com a Yamaha?

MotoGP - Silly season - a época tola

História repetida?

Uma crónica acerca de... nada!

"Tudo é possível" - uma aventura em Vespa

Ilha de Man 2018 - Recordes batidos, e ainda vamos nos treinos!

Barry Sheene, as motos e o marketing

Meninas e Motos

A Norton Commando

Mundial SBK - A evolução da Yamaha YZF-R1

Do avião à moto

Convivendo com Graziano Rossi

O jogo do empresta

Curiosidades – Os homens da Força Aérea Sueca

Histórias do Mundial - Santiago Herrero: Campeão sem coroa

Curiosidades - Evinrude e os Davidson

MotoGP - Previsão de uma época histórica

Mundiais de Velocidade - A YZR500, ou OW – A 500 de GP da Yamaha

Mundiais de Velocidade - A Honda NS/NSR500

Foi-se Tony Scott

Mundiais de Velocidade – A Suzuki RG500 - Parte II

Mundiais de Velocidade – A Suzuki RG500 - Parte I

Mundiais Velocidade - A evolução

Oportunidades perdidas

Moto GP – Como vai ser 2018? – 3ª Parte – A Suzuki e a KTM

Moto GP – Como vai ser 2018? – 1ª Parte – A Honda e a Yamaha

Os famosos e as motos – Uma inevitável atração?

Corridas de moto no Natal?

Histórias do Mundial – Gary Nixon, o campeão que nunca chegou a ser...

Histórias do Mundial – As poderosas 500

Histórias do Mundial - Degner, Kaaden e a MZ

Pneus de MotoGP

Retrospectiva – MotoGP 2017

Grande Prémio de Macau de 1986 - O primeiro com portugueses - 1ª parte

Mundial Superbike – Retrospectiva 2017

Mundial Moto 3- Retrospectiva

A Moriwaki – Um prodígio à Japonesa

Quando os Grandes Prémios serviam para sonhar - A ELF500

Yoshimura, o mago dos motores

Harris YZR500 - A aventura no Mundial

O que vem a seguir em Moto2?

Técnica MotoGP - “Chatter” e como o evitar

Porquê raspar o joelho?

GP San Marino Moto GP – A ausência de Rossi

A Ducati e Doug Polen

Curiosidades do Mundial de outrora...

Mundial de Superbikes - A corrida no México

O que é o Northwest 200?

As gloriosas 350

O Mundial de velocidade, como era há 30 anos...

Recordando as 8 Horas de Suzuka

As corridas de Clube em Inglaterra

Recordando a magia de Spa- Francorchamps

Ainda as Superbike...

Como resolver a crise nas SBK?

McLaughlin e a criação das Superbike

Karma, ou o ciclo da vida…

Mundial MotoGP - Itália - Chega o novo Michelin

É tempo de Ilha de Man de novo

Regresso às origens nas SBK

Nicky Hayden, o adeus

As origens da KTM de Miguel Oliveira

Recordando momentos...

Jerez de la Frontera: Destino obrigatório

Mundial de Superbikes chega a Assen

Porque correm os Ingleses?

Quando menos era mais...

Parentescos - Porque há cada vez mais famílias no MotoGP?

A propósito de Motoshows por esse mundo fora...

Moto2 revela equilíbrio antes da prova inicial em Losail, no Qatar

Novos pneus Michelin em foco nos treinos MotoGP

O Artesão dos Escapes

Adeus, Sir John

O adeus às asas traz mais problemas do que os que resolve?

O Regresso das SBK


Clique aqui para ver mais sobre: Opiniões