SBK Imola – Segunda vitória de Rea antes da chuva obrigar ao cancelamento de corridas

Jonathan Rea venceu a corrida Superpole e continua a encurtar distância para o líder Alvaro Bautista. Infelizmente a chuva obrigou ao cancelamento da Corrida 2 do Mundial Superbike e Supersport300, enquanto Randy Krummenacher venceu a corrida das Supersport em Imola.

andardemoto.pt @ 13-5-2019 12:20:37

Depois de ter levando a concorrência de vencida com uma performance dominadora na Corrida 1 do Mundial Superbike em Imola, no passado sábado, Jonathan Rea e a Kawasaki voltaram a estar em destaque na corrida Superpole que se realizou no passado domingo. O tetracampeão voltou a vencer no Mundial Superbike esta temporada, a sua segunda vitória do ano, e continua a encurtar a distância que o separa para o líder da classificação Alvaro Bautista.

Em Imola a Ninja ZX-10RR com o #1 nas carenagens esteve praticamente imbatível. Apenas Chaz Davies (Aruba.it Ducati) conseguiu contrariar o domínio de Rea e logrou conquistar a “pole position” para esta ronda de Imola. Mas nas corridas o piloto da Kawasaki demonstrou que o circuito italiano é mesmo bastante favorável às suas características e da sua moto japonesa.

Na corrida Superpole, Jonathan Rea começou por ver Chaz Davies a manter a liderança depois de arrancar do primeiro lugar da grelha de partida. Mas o piloto galês da Ducati não estava no seu dia, e um erro na famosa chicane que leva à reta da meta de Imola permitiu que Jonathan Rea assumisse a liderança da corrida levando atrás de si Alvaro Bautista na segunda Ducati Panigale V4 R. Davies tinha então de se contentar com o terceiro lugar.

Lá na frente, Rea voltava a imprimir um excelente ritmo. Bautista não conseguia acompanhar o rival da Kawasaki e, pior que isso, via a performance dos pneus Pirelli baixar consideravelmente com o passar das voltas. Bautista optou por um composto mais suave, diferente de Rea e Davies, e acabou por pagar a fatura da sua escolha mais “radical”. Não só perdeu tempo para Rea, como também foi apanhado pelo companheiro de equipa que depois conseguiu mesmo consumar a ultrapassagem e alcançar o segundo lugar.

A partir desse momento tanto Jonathan Rea como Chaz Davies igualaram-se bastante em termos de tempos por volta, tempos bem próximos do recorde de Imola, e até final a diferença entre ambos chegou mesmo a descer abaixo de 1 segundo. Mas Rea não estava disposto a perder a sua segunda vitória da temporada e não se deixou surpreender, cruzando a meta em primeiro. Chaz Davies foi então o segundo classificado da corrida Superpole, enquanto Alvaro Bautista limitou os estragos ao terminar no lugar mais baixo do pódio.


Quanto à Corrida 2 do Mundial Superbike, e também do Mundial Supersport300, onde compete o português Tomás Alonso (Kawasaki GP Project), e quando todos esperávamos poder assistir a mais uma excelente batalha entre Jonathan Rea, Chaz Davies e Alvaro Bautista, infelizmente as condições climatéricas impediram a realização da Corrida 2. A organização teve mesmo de cancelar a ação em pista devido à muita chuva que se fez sentir no circuito de Imola.

Com tudo isto que aconteceu em Imola, Alvaro Bautista e a Aruba.it Ducati continuam no topo do Mundial Superbike. O espanhol tem agora um total de 263 pontos, enquanto Jonathan Rea iniciou a recuperação na luta pelo título e tem agora 43 pontos de diferença para Bautista. Alex Lowes (PATA Yamaha) mantém o terceiro lugar.

Mundial Supersport

Nas seiscentos voltámos a ter emoção mesmo até à linha de meta! Os pilotos da Bardhal Evan Bros. Yamaha, Randy Krummenacher e Federico Caricasulo, discutiram a vitória, mais uma vez, neste Mundial Supersport, e o circuito de Imola foi palco de uma corrida para relembrar com ultrapassagens, quedas, problemas técnicos e muita emoção.

Com os dois pilotos da Yamaha sozinhos na frente das operações, foi na última volta que tudo se dicidiu. Caricasulo parecia ter a situação controlada, mas o seu companheiro de equipa estava colado à traseira da sua YZF-R6. Um primeiro erro de Caricasulo permitiu Krummenacher aproximar-se ainda mais, e ao sentir a pressão, o até então líder da corrida Supersport cometeu um segundo erro.

Desta feita Randy Krummenacher estava na posição certa para aproveitar o erro do rival, e passou então Caricasulo. A vitória estava então à vista.


Mas a realidade é que é sempre necessário manter concentração máxima até ao final da corrida, e isso por pouco fez com que Krummenacher perdesse a vitória nas últimas curvas. Na entrada para a última chicane de Imola o piloto suíço cometeu um ligeiro erro, mas felizmente para ele o seu companheiro de equipa não conseguiu capitalizar esse momento. Randy Krummenacher voltou assim a vencer no Mundial Supersport, Federico Caricasulo ficou em segundo, enquanto o pódio fica completo com a presença de Raffaele de Rosa da MV Agusta Reparto Corse.

Na classificação do Mundial Supersport, Randy Krummenacher é líder com 115 pontos, seguido de Federico Caricasulo com 93, enquanto Jules Cluzel encontra-se em terceiro na classificação com 78 pontos.

Galeria Mundial Superbike Imola

andardemoto.pt @ 13-5-2019 12:20:37