A história dos protetores de coluna

O primeiro protetor de coluna para motociclismo apareceu em 1979. Foi a pedido de Barry Sheene que a Dainese desenvolveu o primeiro modelo conhecido como a “Lagosta”. Quarenta anos depois, o protetor de coluna é um equipamento de proteção indispensável.

andardemoto.pt @ 27-5-2020 19:15:27

Apesar de gostarmos das motos, temos todos de ter a consciência que andar de moto é uma situação que obriga a determinados comportamentos que visam aumentar a segurança. Não só na forma como conduzimos uma moto, adotando uma condução defensiva, mas também utilizando equipamentos de proteção específicos.

Todos sabemos a importância de utilizar capacete, blusão, luvas, botas ou até as mais atuais calças de ganga reforçadas a kevlar. Mas existe um outro equipamento de proteção que se tornou indispensável: o protetor de coluna.

Proteger a nossa coluna é vital se quisermos minimizar os riscos de uma queda. Mas como e quando é que surgiu o primeiro protetor de coluna?

Para responder a isto temos de viajar no tempo até ao final dos anos 70 do século passado.

Leia também - 10 conselhos para os recém chegados ao mundo das motos



Foi nesse momento que Barry Sheene, o piloto britânico que dominava na competição, e que apesar da sua irreverência (em pista e fora dela) era extremamente consciente da importância da segurança, pediu aos fabricantes de equipamentos para motociclismo algo que pudesse proteger a coluna do piloto em caso de queda.

Sheene já tinha inclusivamente testado inserir espuma nas costas do seu fato de competição. Mas isso fazia com que perdesse a liberdade de movimentos.

Sendo piloto Dainese, Sheene encontrou em Lino Dainese o “parceiro” ideal para forçar a criação de um novo equipamento de segurança. Foi assim que a marca italiana apresentou em 1979 o primeiro protetor de coluna.

Para a sua criação, a Dainese foi buscar inspiração à natureza. Mais concretamente às lagostas. O primeiro protetor de coluna ficou conhecido como “Lobster” (lagosta), e tinha um design que se assemelhava à carapaça das lagostas.

Este primeiro protetor de coluna era uma combinação de espuma, borracha, e uma série de placas rigídas de plástico reforçado. Esta proteção permitia dissipar as forças de impacto na coluna por uma área maior, o que reduzia a gravidade dos impactos em caso de queda.

O protetor de colunda Lobster da Dainese era revolucionário. E ninguém se apercebeu então de como se tornaria tão indispensável na proteção dos motociclistas.

Leia também - Segurança em duas rodas


Barry Sheene

Barry Sheene


Como em tantas coisas na vida, o primeiro modelo de protetor de coluna não teve um início de vida fácil. Os pilotos não acreditaram nos benefícios de ter uma “placa” agarrada às costas. Criava volume dentro do fato.

Mas bastou um único acidente para os pilotos (e motociclistas em geral) perceberem a importância do protetor de coluna: em 1984, numa corrida do Mundial de Velocidade em Kyalami, África do Sul, a jante traseira em fibra de carbono da Honda de Freddie Spencer explodiu durante uma sessão de treinos. Spencer embateu violentamente com as costas no cimento.

Tal foi o impacto e o aparato da queda, que muitos temeram o pior.

Felizmente para Freddie Spencer, Lino Dainese tinha insistido que ele usasse o protetor de coluna naquele dia. Spencer aceitou, pela primeira vez, usar o protetor de coluna. Mesmo tendo sofrido um impacto tão forte, Spencer, ainda combalido, levantou-se, e demonstrou a eficácia deste revolucionário elemento de segurança.

A partir daí os restantes pilotos também quiseram passar a usar este equipamento de segurança, e o protetor de coluna tornou-se imprescindível. Pouco depois da queda de “Fast Freddie”, o protetor de coluna chegou ao mercado, e todos os motociclistas puderam então usufruir da melhoria na sua segurança.


Freddie Spencer

Freddie Spencer


A evolução no design e construção dos protetores de coluna continuou ao longo dos anos.

Os pilotos rapidamente aceitaram pagar o preço de usar o protetor de coluna debaixo do fato. Mais volume, menos liberdade de movimentos, mas definitivamente um nível de segurança muito acima do que existia até então.

Atualmente, diversos fabricantes disponibilizam diferentes tipos de protetor de coluna. Uns são maiores, outros mais pequenos, alguns são fabricados em D3O, um material flexível parecido com uma espuma mas que fica rijo com os impactos, e outros são mais rigídos para suportar todo o tipo de impactos.

Quer saber como escolher o protetor de coluna certo para si? Fique atento ao seu Andar de Moto. Em breve vamos contar-lhe os segredos de um protetor de coluna, e o que deve procurar quando está à procura de um, para escolher aquele que é o ideal para si.

andardemoto.pt @ 27-5-2020 19:15:27


Clique aqui para ver mais sobre: Notícias de Equipamentos e Acessórios para Motos