Susana Esteves

Susana Esteves

Jornalista e motociclista

OPINIÃO

Mulheres motociclistas nas compras? Não há opções, não há vícios.

Ao contrário do que muitos podem pensar, ir às compras de roupa e acessórios para andar de moto quando somos mulheres não é muito divertido. Neste fantástico universo, as regras invertem-se.

andardemoto.pt @ 28-11-2020 09:30:00 - Susana Esteves

Mia Ladies Leather Jacket - MERLIN

Mia Ladies Leather Jacket - MERLIN

Se numa loja de roupa normal a mancha de opções para o sexo feminino ocupa bastante mais de metade da loja, nas lojas de equipamento para motociclistas temos direito (com sorte) à última prateleira e a um ou dois cabides.

É claro que esta diferença explica-se facilmente pelo número de mulheres que anda de mota, ainda assim existem vários problemas:

 - Números. Para não arriscarem nos stocks, algumas lojas têm um exemplar de alguns modelos e depois disponibilizam o catálogo. Portanto, se têm o azar de usar luvas e capacetes XS como eu, dificilmente conseguem experimentar antes de comprar. É a chamada “compra a olho” que nunca funciona bem. Comprar capacetes sem experimentar nunca é boa ideia.

 - Modelos. Existe uma ideia predefinida que todas as mulheres gostam de cor-de-rosa, de flores, de brilhos, corações e elementos gráficos do género. Se generalizarmos, se calhar a ideia não está errada, mas quando pertences ao grupo de pessoas que detesta tudo isso, então estás tramada nas escolhas.

 - Não tem nada sem estes desenhos todos?

 - Não. Estes são os modelos de mulher.

 - (?…)

De repente, filtrando o que não gostamos, temos dois modelos à nossa frente e inúmeras opções fantásticas na zona masculina. O que há a fazer? Vamos experimentar o número mais baixo de homem, debaixo do olhar dos funcionários da loja que tiram à sorte quem me vem dizer: 

- Olhe, está na secção errada, a zona de mulher é ali.

 - Segurança. Existem cada vez mais mulheres motociclistas (e ainda bem), mas a indústria da moda continua a assumir que a maior parte delas são meros penduras. Os casacos e as luvas apostam no corte, nas cores, no design e em tudo à volta disso, mas dispensam as proteções - aquelas que nos dão mais 10 quilos e um ar insuflado nas fotos, mas que nos protegem nas quedas. E essas, no momento crítico, são imprescindíveis. As luvas são o exemplo mais frequente. Podem ser lindas, elegantes, quentes ou frescas, mas raras são as que têm proteções a sério.


Estou a exagerar e existem lojas com mais opções? Sim, mas poucas. A roupa e os acessórios são habitualmente produtos caros, e muitas vezes a procura destas peças não justifica o investimento que as lojas deveriam fazer, em termos de diversidade. As marcas premium são as que nos apresentam mais variedade, mas também são as que nos metem a chorar quando olhamos para a etiqueta do preço. 

Também é verdade que estamos mal habituadas. As opções de escolha são habitualmente tantas que até dificultam o processo de seleção (por isso é que demoramos mais nas lojas). Mas para quem anda de mota todos os dias, e dispensa obrigatoriamente os casacos comuns de todas as cores, materiais e feitios, estas limitações são irritantes – ainda que muito benéficas para a carteira.

Depois há artigos ainda mais complicados. Tentem comprar um fato de chuva? Não vale fazer batota e ir aos de ciclistas. Aqueles para motos. Podemos comprar um de homem? Sim, mas nem assim é fácil arranjar um modelo que não faça “balão” na estrada e tenha calças devidamente ajustadas à nossa anatomia. Vai sempre faltar-nos qualquer coisa…

É claro que quando o orçamento é baixo, e não podemos recorrer às opções mais indicadas, mas também mais caras, do mercado, habituamo-nos a desenrascar e a vestir o que há, mesmo que seja mais largo, de homem ou adaptado. Mas não é o cenário ideal.

A internet é a salvação? Às vezes. É importante garantirmos que o capacete se ajusta de forma perfeita à nossa cabeça, que as luvas se encaixam bem nas mãos, que as proteções dos casacos estão no sítio certo. Podem parecer pormenores, mas não são. Nas quedas, estes pormenores podem salvar-nos a vida e alguns ossos… acreditem em mim.

Ou seja, vida de mulher não é fácil!

Boas curvas!


Outros artigos da Susana Esteves:

andardemoto.pt @ 28-11-2020 09:30:00 - Susana Esteves


Clique aqui para ver mais sobre: Opiniões